O ano letivo de 2021 está terminando, em mais um ciclo nada fácil, ainda altamente impactado pelas alterações provocadas pelas necessidades específicas com foco no combate à pandemia de Covid-19.

Em meio a tantas e complexas demandas, gestores pedagógicos e educadores precisaram buscar caminhos novos para fortalecer experiências de formação continuada e repensar práticas pedagógicas.

E a BNCC? E o Novo Ensino Médio?

As mudanças exigidas por eles certamente renderão bons frutos ao processo de ensino e aprendizagem, mas vão exigir apropriação e adoção de novos rumos por parte de gestores e professores.

À equipe gestora cabe o planejamento e viabilização dessas novas práticas, promovendo vivências formativas diversas, formação continuada, garantindo que sejam constantes e que mobilizem debates importantes para a comunidade docente.

Com a implementação da Base Nacional Comum Curricular, é fundamental que as formações objetivem o desenvolvimento integral dos professores, e estejam alinhadas e amparadas neste documento, norteador da educação no Brasil. Tais formações também devem focar os alunos, que são centro do processo de ensino e de aprendizagem.

Como essas formações podem ser realizadas pelos gestores escolares?

Em primeiro lugar, é indispensável acolher o professor, que desde o início da pandemia vêm enfrentando imensos desafios.

Os gestores precisam estar presentes e abertos a acolher sua equipe em diferentes contextos, estimulando-a e valorizando as contribuições dos docentes.

Acolher passa pela escuta ativa; ouvir críticas construtivas e transformá-las em ação.

Uma formação continuada robusta deve aliar o projeto pedagógico da escola e todas as questões trazidas pela BNCC, às angústias, dúvidas e anseios da equipe pedagógica.

Assim, é primordial que as formações estejam muito bem estruturadas, com pautas bem elaboradas, e com objetivos muito claros e bem definidos.

Nesses casos, podem ser realizadas em ambiente virtual, pautadas em material com conteúdo significativo e promoção de diálogos e construções coletivas.

Caso sua escola não esteja adequada à BNCC, a sugestão é para que se  crie uma comunidade de prática virtual com todos os professores, na qual a Base Nacional Comum Curricular seja detalhada, entendida, compreendida, debatida, após leituras dirigidas sobre competências, componentes, eixos estruturantes.

Após essa fase, essa comunidade de prática virtual inicia a construção conjunta, adequando as práticas e reformulando o currículo.

Nessa comunidade, a equipe desenvolve métodos e compartilha experiências, informando, por exemplo, como as habilidades foram trabalhadas e quais os resultados obtidos.

A troca de experiências vividas e partilhadas pelos educadores na comunidade de prática virtual pode ser um gatilho fantástico para o aprimoramento de todos, crescimento coletivo, além de ser fonte de referência para novas formações continuadas.

Partir de práticas concretas, debater o alcance de cada uma delas e como dialogam com a BNCC, dentro da comunidade de professores, abre caminho para idealizar novas práticas, replicar as bem-sucedidas e aprimorar ou descartar as que não deram certo. E essas possibilidades são incríveis!

Durante todo o processo, especialistas podem ser convidados a debater com os integrantes da comunidade, agregando conhecimento e trazendo experiências diferentes.

Conversar com pessoas de fora, refletir questões sob outros prismas, e abordar recortes desenvolvidos na BNCC, certamente inspira a equipe a desenvolver novas práticas, fomenta a criatividade, valorizando as já existentes.

Essa comunidade de prática virtual também pode realizar uma curadoria de livros que trabalhem títulos alinhados com a visão de sujeito integral defendida pela BNCC e com o projeto pedagógico da escola, a fim de que todos leiam e tragam questionamentos ou ideias.

O mesmo vale para a implementação do novo ensino médio.

O Educar para Ser Grande está disponibilizando em seu canal no Youtube, vídeos sobre a BNCC que podem ser utilizados nessas formações. Acesse o canal: https://www.youtube.com/c/EducarparaSerGrande

Assista os vídeos e participe da comunidade para discussão de ideias no Facebook: https://www.facebook.com/groups/467069648088297

Caso tenha se interessado pela criação de uma Comunidade de Prática Virtual para realizar a formação continuada, contate-nos pelo email: sandhra@educarparasergrande.com.br ou por meios das redes sociais digitais do Educar para Ser Grande.

 


Os boletins do Educar para Ser Grande vão ao ar em três edições diárias, de segunda a sexta, nas rádios Difusora AM 570 e na 99 FM, no Vale do Paraíba!

Quer saber mais sobre educação?

Contate-nos: sandhra@educarparasergrande.com.br

Deixe um Comentário