Notícias

Projetos de educação midiática: como construí-los?

2021-06-22-11-21-44-438

Sandhra Cabral

março 1, 2023
Jornalista e Educadora

A educação midiática, além de desvendar a internet para nossos estudantes, tornando-os conscientes a respeito da rede, das possibilidades que oferece e de seus riscos, também promove o protagonismo dos alunos, tanto na educação básica como no ensino superior.

Para isso, gestores e docentes das escolas precisam ter domínio de como adotá-la transversalmente nas disciplinas, conscientes da potência que ela oferece como ferramenta indispensável do processo de ensino e de aprendizagem nos dias atuais, em que os estudantes são nativos digitais e altamente familiarizados com as mídias e com as redes sociais.

Os conteúdos das disciplinas podem ser a base de projetos midiáticos criados na escola, tendo os alunos como produtores desses conteúdos, enriquecendo e ampliando os saberes enquanto engaja a todos.

Por mais dificuldades que um estabelecimento de ensino enfrente, sempre é possível desenvolver uma mídia para agregar, por exemplo, as atividades propostas que serão apresentadas não apenas às turmas envolvidas, como a todos, seja por meio de uma rede social digital, um blog, um canal no Youtube.

Aos docentes, cabe a proposta, orientação sobre pesquisa do tema (e aí entra a educação midiática para a curadoria dos conteúdos e como realizar essa curadoria na internet, que contém tanto informações verídicas e aprofundadas como fake News), assessoria para a escolha da mídia a ser utilizada e respaldo no decorrer do processo até o objetivo final da atividade.

Sugestões de atividades e projetos

Um blog pode ser criado para uma turma, para abrigar as produções,  em plataformas que oferecem versões gratuitas, como a Wix ou WordPress, sem muita complicação, já que há inúmeros tutoriais que vão desde a criação até a publicação de material em texto, imagem, vídeo, áudio, oferecidos pelas próprias plataformas e também por meio de outros canais na internet.

Além de ser utilizado para a postagem das atividades produzidas em mídias, o blog, assim como uma rede social ou canal no Youtube, também pode ser usado com inúmeras finalidades no processo de ensino e de aprendizagem. Há a possibilidade de os estudantes se engajarem nas ações da própria da escola, produzindo conteúdos midiáticos, na “cobertura” de festas realizadas em datas comemorativas pela escola, como feiras culturais, festa do dias da mães, dos pais, dia da árvore, festa junina, dia da criança e por aí vai, ou produzindo conteúdo sobre prêmios que alunos ou mesmo a instituição recebeu de órgãos externos.

As possibilidades são inúmeras e se ampliam com ideias que podem partir de todos: desde gestores, professores e estudantes, até funcionários, pais de alunos e comunidade. Todos podem ser envolvidos, enriquecendo sobremaneira o projeto de educação midiática e de expansão do conhecimento dos estudantes com significado, que é o objetivo maior do processo de ensino e de aprendizagem.

Os conteúdos a serem produzidos também podem (e devem) propor reflexão, solução de problemas, inclusive do espaço escolar, campanhas de melhoria de convivência, limpeza, até separação de lixo para reciclagem.

A página oficial da escola – site -, assim como o Facebook ou Instagram, além das informações tradicionais sobre a instituição e seus projetos de gestão, podem incluir todas as produções autoriais midiáticas dos estudantes. Além de estimular os alunos a se envolvem nas atividades, também manterão os pais, por exemplo, por dentro do que ocorre em termos de apropriação da internet, conteúdos pragmáticos e desenvolvimento dos filhos como cidadãos plenos, pensantes, questionadores e reflexivos.

As produções escritas para o blog, que podem ter fotos ou hiperlinks para vídeo, não demandam mistério para os jovens altamente conectados: fotos e vídeos já são produzidos por eles com naturalidade, por meio dos smartphones para serem postados nas redes sociais deles. A ideia é que usem o aparelho com finalidade de real produção autoral, que tenha um propósito dentro da escola e de uma determinada disciplina ou de várias, por meio de projeto integrado interdisciplinar.

Modo de fazer

O ideal é que a gestão e os docentes da escola sejam preparados e atualizados para aplicar a educação midiática e a educomunicação transversalmente em suas disciplinas.

Após essa formação docente e realização de uma oficina é hora de planejar as aulas individualmente, incluindo as atividades e as ações educomunicativas, ou de maneira conjunta, por meio de um projeto integrado interdisciplinar, que tenha objetivo de produção de conteúdo midiático, englobando as necessidades das disciplinas nele envolvidas.

O próximo passo é realizar a conscientização dos estudantes para as novas ações, para que servem, como serão desenvolvidas, e, sobretudo, destacar que trata-se de um processo potente de aprendizagem.

O ideal é que as atividades iniciais sejam de pesquisa, aprofundamento de conteúdos por parte dos estudantes, a partir da educação midiática, destacando como eles devem fazer isso na internet de maneira proveitosa, separando o lixo informacional do que realmente precisam. Nesse momento, há o ensinamento sobre como detectar e desconstruir as notícias falsas.

A partir desse aprendizado, vale a criatividade do docente ou do grupo de professores do projeto integrado.

Uma dica é para que os docentes criem uma sala para cada tuma no Google Classroom, para a postagem de ebooks preparados por eles sobre a atividade, indicação de leitura, solicitações e para que os estudantes tenham um local específico para abrigar o material bruto coletado em imagem, vídeo, áudio… Tudo disponível a todos os envolvidos.

Os docentes podem aproveitar esse espaço, para colocarem tutoriais, aulas em vídeo que auxiliem a turma nesse processo de desenvolvimento do trabalho, especialmente sobre as técnicas de aprofundamento de pesquisa e da escrita no gênero jornalístico, permitindo que possam acessar e aprender também em casa. 

Com o passar do tempo, as proposições e produções podem se tornar cada vez mais complexas, à medida em que docentes e estudantes se acostumem com o processo.

Se as estratégias da educomunicação e educação midiática forem aplicadas de forma adequada e com intencionalidade pelos professores, ainda que enfrentem algumas dificuldades de início, terão grandes e gratas surpresas com os resultados e com a evolução das habilidades e competências desenvolvidas pelos alunos.

Os estudantes ganharão desenvoltura para lidar com a adversidade, interagir com os demais e com o público em geral, tornar-se-ão mais focados e dispostos a buscar com afinco seus objetivos e sonhos. Desenvolverão a autonomia, proatividade e capacidade de comunicação, argumentação, empatia e sensos crítico e analíticos, já que todas essas características são necessárias à realização de tais atividades, se estas forem propostas adequadamente pelos docentes.

De início, basta o básico: um computador com wifi para a produção de textos, tratar fotos, editar vídeos, usando aplicativos e sites que auxiliam nestas funções. A câmera pode ser a do smartphone, tanto para foto como para vídeo. E também, em último caso, o smarthphone pode ser usado para edições e tratamento de fotos. Gravação de voz também pode ser feita pelo smartphone, bem como a edição. Em todos os casos há inúmeros aplicativos gratuitos que oferecem excelentes recursos.

Docentes preparados para orientarem os estudantes na produção midiática intencional e com objetivo encontra facilmente o engajamento dos alunos, valorizando-os.

E o grande segredo é o trabalho em equipe, que permite e fomenta o compartilhamento e construção de conhecimentos para atingir os objetivos definidos com os estudantes. E depois que o primeiro jornal, blog, vídeo ou postagem em uma rede social sobre as atividades propostas for concluído, os passos seguintes serão cada vez mais assertivos, alegres e ocorrerão de forma natural. Vale muito a pena pensar no assunto e colocar a educação midiática em prática.

Gostou do conteúdo? Compartilhe, salve e comente.

Caso queira saber mais sobre nossos cursos e palestras sobre educomunicação e educação midiática, acesse o site e contate-nos: cursos@educarparasergrande.com.br

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Telegram

Tags:

RECOMENDADO PARA VOCÊ

Artigos

O que a educação pode fazer contra a cultura do cancelamento?

A responsabilidade da escola sobre a cultura do cancelamento.
2021-06-22-11-21-44-438

Artigos

Impactos da cultura do cancelamento na escola

Quais são os impactos da cultura de cancelamento na escola?
2021-06-22-11-21-44-438

Inteligência Artificial: avanços dessa tecnologia exigem respostas novas da educação

Quer levar essa palestra para sua escola, rede de ensino, evento ou congresso?

Inteligência Artificial: avanços dessa tecnologia exigem respostas novas da educação

Duração palestra: 60 minutos
Duração Workshop: 90 minutos

Quer levar essa palestra para sua escola, rede de ensino, evento ou congresso?

O objetivo da palestra é abordar a Inteligência Artificial e os impactos dela na educação. A AI já está entre nós e entre os nossos estudantes, então, como a escola deve se movimentar para integrar a AI e oferecer aprendizagem significativa para os alunos?

Responsável:
Sandhra Cabral

E-mail de contato:
cursos@educarparasergrande.com.br

Roteiro da palestra

  • Inteligência Artificial: benefícios e desafios para a educação
  • Repensando o atual sistema educacional baseado no conhecimento
  • Apropriando-se das ferramentas de AI para aplicar em sala de aula
  • Inteligência Artificial e educação midiática de nossos estudantes
  • AI em atividades, pesquisas e produção de conteúdos acadêmicos
  • AI na gestão escolar e na otimização de processos
  • AI utilizada por docentes na preparação de aulas, na preparação de avaliações e no estímulo à construção de conhecimento

Quer levar essa palestra para sua escola, rede de ensino, evento ou congresso?

Entre em contato também pelo e-mail ou no nosso canal do Telegram

Avaliação de Aprendizagem: processo de inclusão de estudantes e retroalimentação do processo de ensino

Quer levar essa palestra para sua escola, rede de ensino, evento ou congresso?

Avaliação de Aprendizagem: processo de inclusão de estudantes e retroalimentação do processo de ensino

Duração palestra: 60 minutos
Duração Workshop: 90 minutos

Quer levar essa palestra para sua escola, rede de ensino, evento ou congresso?

O objetivo da palestra é mostrar os fundamentos gerais da Avaliação de Aprendizagem; diferenças entre avaliar e examinar; intencionalidades e momentos da avaliação de aprendizagem e premissa fundamentais da avaliação como processo de inclusão.

Responsável:
Sandhra Cabral

E-mail de contato:
cursos@educarparasergrande.com.br

Roteiro da palestra

  • Conceitos sobre avaliação de aprendizagem
  • Diferença entre avaliar e examinar
  • Parâmetros e instrumentos úteis à avaliação de aprendizagem
  • Compreender o processo avaliativo como instrumento de inclusão
  • Importância do processo avaliativo como mecanismo de retroalimentação do processo de ensino e de aprendizagem
  • Elementos e estratégias de inclusão em meio a processos avaliativos
  • Promoção da ideia de que o processo avaliativo considera e valoriza diferenças durante a aprendizagem
  • Destacar a importância da avaliação formativa e das devolutivas pedagógicas (feedbacks)
  • Desenvolver o olhar avaliativo cujo foco é o estudante

Quer levar essa palestra para sua escola, rede de ensino, evento ou congresso?

Entre em contato também pelo e-mail ou no nosso canal do Telegram

Cidadania digital em sala de aula e fora dela

Quer levar essa palestra para sua escola, rede de ensino, evento ou congresso?

Cidadania digital em sala de aula e fora dela

Duração palestra: 60 minutos
Duração Workshop: 90 minutos

Quer levar essa palestra para sua escola, rede de ensino, evento ou congresso?

O objetivo é levar aos educadores as principais problemáticas da cidadania digital aplicada ao contexto escolar, como a proteção à privacidade, a segurança da informação, acessibilidade, o ecossistema da vida civil digital, o combate a violências online e o uso de recursos educacionais abertos e gratuitos, conectando-os à BNCC e as diretrizes da Educação Profissional e Tecnológica, com foco no desenvolvimento do trabalho com crianças e jovens.

Responsável:
Sandhra Cabral

E-mail de contato: cursos@educarparasergrande.com.br

Roteiro da palestra

  • Apresentar aos educadores o conceito de cidadania digital e sua relação transversal com a educação básica e também do ensino médio, por meio de leis e marcos legais no Brasil a respeito do uso de internet
  • Abordar a proteção básica e enfrentamento de violências na
  • Internet, como bullying, divulgação de vídeos particulares na rede ou ameaças
  • Compartilhar sugestões de atividades práticas sobre segurança e cidadania digital 
  • Caminhos possíveis para a resolução de situações envolvendo violências online, incluindo canais de ajuda e denúncia
  • Responsabilidade e cidadania no uso da internet, por meio do letramento informacional

Quer levar essa palestra para sua escola, rede de ensino, evento ou congresso?

Entre em contato também pelo e-mail ou no nosso canal do Telegram

Comunidade de Prática Virtual para atualização profissional docente e de gestores dentro das escolas

Quer levar essa palestra para sua escola, rede de ensino, evento ou congresso?

Comunidade de Prática Virtual para atualização profissional docente e de gestores dentro das escolas

Duração palestra: 60 minutos
Duração Workshop: 90 minutos

Quer levar essa palestra para sua escola, rede de ensino, evento ou congresso?

Objetivo da palestra é capacitar docentes, coordenadores e gestores a atuarem em Comunidades de Prática Virtual para construção de novos conhecimentos, pesquisas, rubricas, formas diferenciadas de avaliação; desenvolvimento de novos protocolos ou melhoria dos já existentes; aperfeiçoamento de ações de aprendizagem ou desenvolvimento de novas práticas; apropriação de novas tecnologias; solução de problemas; e monitoramento de novos projetos.

Responsável:
Sandhra Cabral

E-mail de contato: cursos@educarparasergrande.com.br

Roteiro da palestra

  • Conceito, aplicabilidade e objetivos de uma CoPV
  • Como criar uma CoPV
  • Desenvolvimento, implementação e operacionalidade de uma CoPV
  • Trabalho na CoPV e como promover engajamento e construção de conhecimento conjunto
  • Atuando em equipe para o aperfeiçoamento de todos
  • Comunidade de Prática Virtual na Prática

Quer levar essa palestra para sua escola, rede de ensino, evento ou congresso?

Entre em contato também pelo e-mail ou no nosso canal do Telegram

Gestão da Comunicação Escolar com foco na melhoria do processo de aprendizagem

Quer levar essa palestra para sua escola, rede de ensino, evento ou congresso?

Gestão da Comunicação Escolar com foco na melhoria do processo de aprendizagem

Duração palestra: 60 minutos
Duração Workshop: 90 minutos

Quer levar essa palestra para sua escola, rede de ensino, evento ou congresso?

O objetivo é revelar os benefícios da gestão da comunicação escolar para uniformizar, engajar e gerar proatividade por parte da equipe de docentes, funcionários, pais, comunidade escolar e alunos, quando ela é gerida da forma correta.

Responsável:
Sandhra Cabral

E-mail de contato: cursos@educarparasergrande.com.br

Roteiro da palestra

  • Gestão da Comunicação Escolar: o que é e qual é a sua finalidade
  • Impactos positivos da boa gestão da comunicação escolar para o processo de aprendizagem
  • Impactos positivos da boa gestão da comunicação escolar para o engajamento e geração de proatividade de docentes, funcionários e pais
  • Ferramentas e estratégias para implementar uma gestão da comunicação escolar de excelência na escola e/ou na rede de ensino
  • Prática: usando a gestão da comunicação escolar para equacionar problemas no processo de ensino e de aprendizagem

Quer levar essa palestra para sua escola, rede de ensino, evento ou congresso?

Entre em contato também pelo e-mail ou no nosso canal do Telegram

Comunicação assertiva, não-violenta e escuta ativa a favor do processo de aprendizagem

Quer levar essa palestra para sua escola, rede de ensino, evento ou congresso?

Comunicação assertiva, não-violenta e escuta ativa a favor do processo de aprendizagem

Duração palestra: 60 minutos
Duração Workshop: 90 minutos

Quer levar essa palestra para sua escola, rede de ensino, evento ou congresso?

Apresentar aos docentes e gestores educacionais a relevância da boa comunicação com os estudantes para o sucesso do processo de ensino e de aprendizagem. No caso de gestores, reflexo da boa comunicação para o engajamento da equipe.

Responsável:
Sandhra Cabral

E-mail de contato: cursos@educarparasergrande.com.br

Roteiro da palestra

  • Comunicação Assertiva, Comunicação Não-violenta e Escuta ativa: conceitos
  • Diferença e objetivos de cada uma delas na educação
  • Como desenvolvê-las no dia a dia da escola (com estudantes e pais)
  • O que muda no processo de aprendizagem a partir da boa comunicação e da escuta ativa
  • Uso da Escuta Ativa e da Comunicação Não-violenta na resolução de conflitos, desavenças, problemas provocados por ruídos comunicativos e no combate ao bullying
  • Prática: como a escola pode desenvolver estratégias da boa comunicação entre todos os seus players, na busca por resolução de seus problemas?

Quer levar essa palestra para sua escola, rede de ensino, evento ou congresso?

Entre em contato também pelo e-mail ou no nosso canal do Telegram

Educação não-sexista: necessária para um futuro igualitário entre os gêneros

Quer levar essa palestra para sua escola, rede de ensino, evento ou congresso?

Educação não-sexista: necessária para um futuro igualitário entre os gêneros

Duração palestra: 60 minutos
Duração Workshop: 90 minutos

Quer levar essa palestra para sua escola, rede de ensino, evento ou congresso?

O objetivo é apontar caminhos de como levar a educação não- sexista para a educação formal, de forma transversal, com a finalidade de desconstrução de conceitos e padrões preconceituosos e violência de gênero.

Responsável:
Sandhra Cabral

E-mail de contato: cursos@educarparasergrande.com.br

Roteiro da palestra

  • Educação não-sexista: o que é
  • Porque a escola do século XXI deve promover a equidade entre os gêneros no ensino formal
  • Educação não-sexista e os padrões de preconceito perpetuados pela escola e pelos pais
  • Como levar a educação não-sexista para a rotina das aulas de forma transversal e naturalmente
  • Como trazer a educação não-sexista para as mais variadas áreas de conhecimento da educação básica

Quer levar essa palestra para sua escola, rede de ensino, evento ou congresso?

Entre em contato também pelo e-mail ou no nosso canal do Telegram

Aprendizagem por meio de projetos: porque adotá-los e como desenvolvê-los em linha com a BNCC

Quer levar essa palestra para sua escola, rede de ensino, evento ou congresso?

Aprendizagem por meio de projetos: porque adotá-los e como desenvolvê-los em linha com a BNCC

Duração palestra: 60 minutos
Duração Workshop: 90 minutos

Quer levar essa palestra para sua escola, rede de ensino, evento ou congresso?

O objetivo é apresentar aos docentes e gestores educacionais a aplicabilidade da aprendizagem por meio de projetos e os projetos integrados interdisciplinares nas séries da educação básica, para o desenvolvimento das competências e habilidades da BNCC e nos itinerários formativos do Ensino Médio.

Responsável:
Sandhra Cabral

E-mail de contato: cursos@educarparasergrande.com.br

Roteiro da palestra

  • O que é aprendizagem por meio de projetos e quais os impactos positivos dessa metodologia no processo
  • Projeto integrado interdisciplinar e seu objetivo na educação
  • Porque a aprendizagem por projetos e os projetos integrados interdisciplinares estão em linha com a BNCC e itinerários formativos do ensino médio
  • Fases do projeto integrado interdisciplinar e a educação básica
  • Apropriando-se do PII
  • Como o corpo docente deve proceder para cria-lo e desenvolvê-lo para cada turma, atuando como professor-mediador.

Quer levar essa palestra para sua escola, rede de ensino, evento ou congresso?

Entre em contato também pelo e-mail ou no nosso canal do Telegram

Educação Midiática, Inteligência Artificial e Novos Letramentos na prática docente

Quer levar essa palestra para sua escola, rede de ensino, evento ou congresso?

Educação Midiática, Inteligência Artificial e Novos Letramentos na prática docente

Duração palestra: 60 minutos
Duração Workshop: 90 minutos

Quer levar essa palestra para sua escola, rede de ensino, evento ou congresso?

O objetivo é apresentar aos docentes e gestores educacionais a importância de preparar crianças e jovens para o uso intencional da internet, como ela funciona, riscos a que estão submetidos nas redes, e como identificar e descontruir notícias falsas. Impactos dos algoritmos, bolhas e Inteligência Artificial nos conteúdos pesquisados na web.

Responsável:
Sandhra Cabral

E-mail de contato: cursos@educarparasergrande.com.br

Roteiro da palestra

  • Letramento digital e letramento informacional: o que é, para que serve e como incluí-los nas disciplinas transversalmente
  • Educação midiática: o que é e para que serve
  • Entendendo como realizar pesquisas assertivas e altamente producentes na internet
  • Como funciona a internet: algoritmos e bolhas nas redes sociais digitais
  • O que é fake News, indústria de produção de notícias falsas e como se propagam
  • Impacto nocivo das fakes News na sociedade
  • Identificação de notícias falsas: como desconstruí-las para encontrar o conteúdo verdadeiro 
  • Desmistificando a Inteligência Artificial e como impacta conteúdos pesquisados e ações na Internet

Quer levar essa palestra para sua escola, rede de ensino, evento ou congresso?

Entre em contato também pelo e-mail ou no nosso canal do Telegram

Educomunicação na prática docente: estratégias para o desenvolvimento de competências e habilidades do século XXI

Quer levar essa palestra para sua escola, rede de ensino, evento ou congresso?

Educomunicação na prática docente: estratégias para o desenvolvimento de competências e habilidades do século XXI

Duração palestra: 60 minutos
Duração Workshop: 90 minutos

Quer levar essa palestra para sua escola, rede de ensino, evento ou congresso?

Essa palestra tem por objetivo apresentar aos docentes e gestores escolares o processo de ensino pela e para a mídia, que utilizado com apropriação e intencionalidade, engaja os estudantes na construção de conhecimento, desenvolvendo também competências e habilidades listadas pela BNCC, como análise crítica e analítica, capacidade de trabalho em grupo, cultura digital, argumentação, protatividade e autonomia, engajamento e comunicação.

Responsável:
Sandhra Cabral

E-mail de contato: cursos@educarparasergrande.com.br

Roteiro da palestra

  • O que é educomunicação?
  • Quais os papéis da educomunicação no processo de ensino e aprendizagem?
  • Características de um professor educomunicador
  • Como inserir as estratégias da educomunicação no ensino formal de transversalmente nas disciplinas ou em projetos
  • Educomunicação, BNCC e Ensino Médio: aplicação prática

Quer levar essa palestra para sua escola, rede de ensino, evento ou congresso?

Entre em contato também pelo e-mail ou no nosso canal do Telegram