As educadoras brasileiras Roberta Bento e Tais Bento, levam, neste mês, a plataforma Socorro, Meu Filho Não Estuda, para Equador e Peru, a convite dos Ministérios da Educação daquelas nações.

A finalidade é apresentar o trabalho que elas desenvolvem há três anos aqui no Brasil, por meio de palestras com orientações para que a rotina da família favoreça o processo de ensino e aprendizagem.

A plataforma Socorro, Meu Filho Não Estuda disponibiliza vídeos, conteúdos e dicas de aprendizagem que auxiliam os alunos a se organizarem e aprenderem melhor por meio de uma rotina mais saudável de estudos, além de oferecer suporte aos pais e responsáveis pelo canal de dúvidas ou de consultoria personalizada.

O método de trabalho das duas educadoras foi desenvolvido com base em forte fundamentação teórica, com princípios da Neurociência Cognitiva e com experiência em desafios já superados em diversos países e situações.

Como todo o processo está edificado sobre um amplo estudo cognitivo, os pais podem entender e assimilar as práticas sugeridas, sabendo não somente o que estão fazendo, mas também e principalmente, o porquê de cada ação e de cada mudança.

“Assim, as crianças e adolescentes vão conseguindo desenvolver seus potenciais da melhor maneira possível e com o tempo adquirem gosto pelo estudo e conhecimento para o resto de suas vidas”

– Roberta Bento

Peru e Equador

Com resultados abaixo da média no Programa Internacional de Avaliação de Alunos (Pisa), parecidos com os do Brasil, Equador e Peru se preparam para dar um salto de qualidade no sistema educacional.

Enquanto investem em programas de integração da tecnologia e preparam seus alunos para o domínio de uma segunda língua, buscam também projetos que possam ajudar na melhoria da relação dos alunos com os estudos e no maior envolvimento das famílias com a educação de seus filhos.

“Ficamos muito felizes pelo convite para apresentar o nosso trabalho e esperamos poder contribuir para trazer ideias que melhorem o quadro da Educação na América Latina”

– Tais Bento

Para conhecer a plataforma, acesse: www.meufilhonaoestuda.com.br

Sobre as educadoras brasileiras

A consultora educacional Roberta Bento já soma 32 anos dedicados à Educação. Formada em Letras com ênfase na língua portuguesa e inglesa, aprofundou seus conhecimentos em Aprendizagem Baseada no Funcionamento do Cérebro nas Universidades da Califórnia e Duke University, e em Aprendizagem Cooperativa nas Universidades de Minnesota e Universidade de San Diego (Estados Unidos). Também é pós-graduada em Gestão de Pessoas e Marketing pela FGV. Foi responsável pelos primeiros projetos de integração da tecnologia no Ensino de Língua estrangeira no Brasil e hoje fala com pais e educadores sobre como podem ajudar a melhorar a relação que as crianças e adolescentes têm com os estudos.

Taís Bento tem 27 anos e já contabiliza 10 anos de atuação na área da Educação. Durante as férias do Ensino Médio, costumava acompanhar a mãe em palestras, congressos, cursos e visitando escolas pelo mundo todo. Formou-se em pedagogia pela USP e trabalhou em escolas públicas e em uma escola bilíngue de educação infantil em São Paulo. É a idealizadora e atualmente desenvolve ao lado da mãe o projeto Socorro, Meu Filho Não Estuda, que, através de parcerias com pesquisadores de universidades americanas de ponta na área da aprendizagem baseada no funcionamento do cérebro, está trazendo para o Brasil propostas altamente eficazes para resolver os dilemas que pais e professores vivem em relação à Educação.

Fonte: Agência eComunica


Os boletins do Educar para Ser Grande vão ao ar em três edições diárias, de segunda a sexta, nas rádios Difusora AM 570 e na 99 FM, no Vale do Paraíba!

Quer saber mais sobre educação?

Contate-nos: sandhra@educarparasergrande.com.br

Deixe um Comentário