Ah, a escola!

Eu tenho incríveis recordações da primeira escola onde estudei e de todas as outras pelas quais passei! Nelas aprendi muito, conheci gente, formei amizades que carrego pela vida, dei de cara com grandes mestres, que, se pudesse, agradeceria a todos um a um.

Mas a minha experiência, infelizmente, não é compartilhada por todos.

Muita gente considera que a escola não merece homenagem, por achá-la chata, um lugar onde se deve ir por obrigação, com hora marcada de entrada e de saída, e se esforçar para aprender muita coisa que nem sabemos ao certo para que servirá em nossa vida.

Então, vamos por partes!

Obrigações e horários determinados são comuns à rotina de todos dentro e fora da escola: temos horários para ir ao trabalho e até mesmo para fazer aquela aula que adoramos na academia.

Isso quer dizer que a rotina estabelecida pela escola serve como treinamento para a vida adulta.

Já em relação ao esforço e dedicação para o aprendizado, deve-se sempre levar em conta que aprender algo fantástico, além de ser um desafio para a inteligência de cada um. Isso sem falar que todo conhecimento adquirido será um dia, de uma forma ou de outra, utilizado! Conhecimento enriquece que o tem!

Por todos esses motivos, a escola é, ou deveria ser, um lugar sagrado.

É nela que podemos, ou deveríamos poder, satisfazer toda a nossa curiosidade, receber estímulos preciosos para criatividade, desenvolver nossos talentos, aprender a lidar com o mundo, com as pessoas e com esse emaranhado de informações que recebemos todos os dias.

A escola é, ou deveria ser, o lugar onde aprendemos a empreender, a buscar nossos sonhos, desenhando dia a dia nossos projetos mais belos de vida. É nela que aperfeiçoamos a educação dada em casa, a ética, a cidadania, o respeito pelo outro!

Aliás, se você está lendo esse texto agora, com certeza foi em uma escola que adquiriu tal capacidade.

Mas a escola vai além… Não é apenas um espaço de treinamento e aprendizado. Ela também é um local de convivência, de formação de laços afetivos de boas amizades. É um local onde também aprendemos a lidar com nossa ansiedade e emoções!

Valorização da Escola

Por isso, nesse dia, chamo a todos para a extrema necessidade de repensarmos sobre o valor que estamos conferindo às nossas escolas, já que é por meio dos conteúdos e metodologias, por meio da produção científica, e da reflexão filosófica que conseguimos desenvolver nos estudantes a capacidade de se posicionarem criticamente diante dos problemas e das diferentes questões sociais, políticas e econômicas que lhes chegam diariamente. 

Assim, a escola, enquanto instituição social, precisa retomar seu lugar de alto valor em nosso País, e voltar a ser valorizada por todos nós, num trabalho que necessita envolver desde os gestores públicos nas três esferas, professores, gestores das instituições, pais, alunos e toda a comunidade.

Que tal usar a data para pensarmos no que é possível fazermos para melhorarmos a escola onde nossos filhos estudam? Ela tem problemas graves, não apenas no quadro de funcionários como também estruturais? O que podemos fazer para alertar para tais problemas e buscar soluções?

Sim, ela pode ser pública, mas o problema também é seu…
 
Que tal nos contar o que você percebe de bom e de ruim na escola onde leciona, estuda ou onde seu filho recebe conhecimento todos os dias? Vamos lá, comente, dê sua opinião!


Os boletins do Educar para Ser Grande vão ao ar em três edições diárias, de segunda a sexta, nas rádios Difusora AM 570 e na 99 FM, no Vale do Paraíba!

Quer saber mais sobre educação?

Contate-nos: sandhra@educarparasergrande.com.br

Deixe um Comentário